O Senhor que Sonda os Corações

Examina-me, ó Deus, e conhece meu coração; prova-me e vê meus pensamentos. Mostra-me se há em mim algo que te ofende e conduze-me pelo caminho eterno. Salmos 139:23-24


Essa é um tipo de oração perigosa que muitas vezes não vamos gostar da resposta. E se Deus mostrar o que há de ruim no meu coração? Qual será minha reação? É uma oração perigosa, mas demonstra a transparência da relação com Deus. Mostra a maturidade em lidar com os piores pecados do meu coração sem justificativas, desculpas ou medo. Quando Deus mostra quem realmente somos e destrói nossas máscaras, “autoimagem” elevada e nosso amor próprio exagerado, brota em nós a tristeza. Uma tristeza boa que nos conduz ao arrependimento, perdão e graça de Jesus.


Um pastor inglês do século XVIII chamado George Whitefield disse: “Ah, esse amor próprio, essa vontade de exaltar o eu! É diabo dos diabos. Quando ele olhava para dentro de si, observava seu próprio coração, tendente ao orgulho, amor próprio e “toda espécie de corrupção”. Quanto mais olhava para a santidade de Cristo, mais se tornava convicto do próprio pecado. Essa percepção de sua pobreza espiritual o impelia a confessar a corrupção do seu coração.


Whitefield estava pronto a admitir o erro de seu caminho sempre que descobria estar errado. Confessou: “Espero que o Senhor me mostre quaisquer erros que eu tenha cometido ou seja culpado de fazer em meu ministério, e me dê a graça de consertá-los”.

Seus diários registram um episódio em que havia sido injusto na crítica a outros. Para corrigir este erro, publicou uma nova edição em que reconheceu seu erro e registrou o fato: “Em meu Diário anterior, tomei demais as coisas pelo que havia ouvido de outros. Falei e escrevi precipitadamente, tanto das escolas quanto dos ministros da Nova Inglaterra. Agora, como fiz quando finalmente em Boston, de púlpito, tomo a oportunidade de pedir publicamente perdão da imprensa. Fui precipitado e não caridoso, e ainda que tivesse boas intenções, temo que tenha ferido alguns”. Whitefield se arrependeu publicamente, pedindo perdão a todas as pessoas ofendidas.

Essa autonegação era ouvida de seus lábios quando ele repetidamente exclamava: “Que pereça o nome de George Whitefield para que Cristo seja exaltado.


Que neste dia lindo que se inicia, possamos praticar essa boa lição cristã perante o Senhor. Escancare seu coração aos Senhor e peça que ele mostre o que há de errado e o que precisa ser confessado e perdoado. Um bom e lindo dia para todos.

O Zelo Evangelístico de George Whitefield

#dicasdeblog #WixBlog


48 visualizações

(11) 989059065

 

Av. Bento Figueiredo, nº 55, Vila Marlene  CEP: 13214-610 Jundiaí

 

CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA NOTIFICAÇÕES DO SITE
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social
  • Twitter ícone social
  • Google+ ícone social

© 2018 Criado por Igreja Batista Vida Nova